PRINCIPAL POST

6/recent/ticker-posts

Mulher trans que foi executada a tiros em Sarandi é identificada


O Instituto Médico Legal de Maringá, em conjunto com a PCPR, através do Instituto de Identificação, conseguiram identificar a mulher trans que foi brutalmente assassinada, em Sarandi. Trata-se Carlos Raphael Tavares Camargo, de 22 anos, natural de Marialva. O exame de necrópsia constatou marcas de tiros na região do abdômen e tórax da vítima.

O crime 

Três homens foram presos e dois adolescentes apreendidos, na noite desta quinta-feira, 23 de novembro, em Sarandi, enquanto estavam cavando uma cova em meio a um cafezal no bairro Ana Eliza. A intenção dos criminosos era enterrar o corpo de uma travesti.


De acordo com a Polícia Militar, uma equipe da Rotam – Rondas Ostensivas Tático Móvel, realizava patrulhamento de rotina na Rua Barão de Mauá, quando avistou um grupo de jovens saindo de um sítio e pulando o muro de uma residência. Inclusive um dos jovens estava com uma enxada na mão.

Os militares então foram verificar o que o bando estava fazendo em meio a plantação, quando localizaram uma cova rasa, uma pá e um saco de cal. A cerca de 400 metros do local, os policiais encontraram o corpo de uma travesti enrolada em um saco plástico.

O local foi isolado e o Instituto de Criminalística acionado. Após o trabalho de praxe, o corpo foi recolhido e encaminhado ao Instituto Médico Legal de Maringá. Pelo avançando estado de decomposição, o perito acredita que a travesti tenha sido morta a pelo menos dois dias.

O delegado de Sarandi, doutor Adriano Garcia, esteve pessoalmente e já iniciou as investigações. Em entrevista, Adriano garantiu que o crime não ficará impune e todos os envolvidos serão identificados e presos.

Ainda segundo o delegado, um dos homens detidos, já havia sido preso, pelo próprio delegado, durante uma abordagem dias atrás na Avenida Cuiabá, em Sarandi. 

Na época, as forças de segurança realizavam uma operação em diversos estabelecimentos comerciais, quando o delegado suspeitou de dois jovens em uma moto. Foi dada voz de abordagem, e durante revista pessoal foi localizada na cintura do suspeito uma pistola.

O criminoso recebeu voz de prisão, porém ficou poucos dias preso e foi colocado em liberdade pela justiça.
 

Postar um comentário

0 Comentários