PRINCIPAL POST

6/recent/ticker-posts

Homem em surto é morto após ameaçar mãe e filha e atacar com facão agentes da Guarda Civil Municipal de Sarandi

Lourenço Araújo Cassimiro, 43 anos, foi morto na tarde de domingo (13), após atacar agentes da Guarda Civil Municipal com um facão. O fato aconteceu na Avenida São Paulo Apóstolo, no bairro Jardim bom Pastor, em Sarandi. 

Segundo informações da Guarda Civil Municipal, a equipe foi chamada para dar apoio a uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), onde os agentes foram informados que um homem estava ameaçando a esposa e filha dela com um facão e um martelo. Alguns familiares amarraram o homem, mas ele conseguiu se soltar. 

Quando os agentes da Guarda Civil  chegou ao local, o homem fugiu e se trancou em casa. Ele ameaçou usar um isqueiro para colocar fogo em uma motocicleta e na casa. Os agentes disparou dois dosparos de taser (arma de choque não letal). O impacto não foi suficiente para imobilizar o homem, que tentou agredir o agente com um facão. Nesse momento, o agente municipal efetuou um disparo de arma de fogo contra Lourenço. Durante a ação, familiares retiraram a mulher e uma criança do local. 

A equipe do samu  prestou os primeiros socorros, mas o homem não resistiu aos ferimentos e morreu no local. O local foi isolado e o Instituto de Criminalística acionado.  Após o trabalho de perícia, o corpo foi recolhido e encaminhado ao Instituto Médico Legal de Maringá.

Segundo o superintendente Fernando Ribeiro, essa foi a primeira vítima fatal na unidade em 12 anos desde a criação da Guarda Civil Munícipal de Sarandi. Os agentes são rotineiramente treinados e equipados, sendo o uso de armas de fogo o último recurso destinado exclusivamente à proteção da integridade física dos agentes e de terceiros, conforme preconiza a lei.








Postar um comentário

0 Comentários